Páginas

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

LAGOS ANDINOS PARTE I - UMA PARADA EM SP


      Só queremos um pé para visitar SP e sair da rotina de nossa cidade...Gostamos de viajar para SP e desfrutar de sua vida cultural, do que ela tem de plural como metrópole, bons restaurantes, bons espetáculos e eventos para todos os gostos e bolsos, é perfeita! Nesta breve estadia, de 04 a 06/06, escolhemos fechar a noite no D.O.M., o restaurante do Alex Atala. Pura sorte, não reservamos, mas qundo chegamos alguém havia desistido, uma mesa para quatro, perfeito! Com uma iluminação intimista e uma decoração clean, neste ambiente iluminado por um belíssimo lustre negro degustei de um dos melhores jantares de minha vida. O prato principal, um linguado com farofa de maracujá (não era qualquer farofa), vinagrete e arroz vermelho, era uma mistura sui gerneris de sabores que davam ao linguado (macio) um toque agridoce. A sobremesa denominada de priprioca, nada mais era que um pudim de leite, que nunca havia saboreado um igual, suave, que se desmanchava na boca, acompanhado de um ravioli de limão e banana ouro, novamente uma mistura de sabores agridoces típica da culinária de Alex Atala que brinca com diferentes ingredientes que parece não combinarem, mas que se complementam, se harmonizam. No final um jantar leve e soberbo.
        Corpos, a exposição




        No domingo, dia em que acontecia a parada gay, segundo maior evento da cidade, perdendo só para a Fórmula 1, fomos para o Parque Ibirapuera, mas precisamente para a Oca onde acontecia a exposição Corpos. Todo o espaço estava tomado por corpos humanos reais, em carne e osso, orgãos, músculos, nervos e veias, posicionados de forma a dar  idéia de movimento. À primeira vista parece bizarro, e não fugimos ao pensamento de que aqueles corpos pertenceram a alguém, e agora estão expostos daquela maneira, mas racionalizando vemos com interesse ao que eles se propõem, nos mostrar de uma forma didática como dar importância ao que levamos durante toda  a nossa vida, nossos corpos, e que muitas vezes não nos damos conta, cuidando de maneira correta, adequada. São impressionantes as imagens, e esteticamente o trabalho idealizado pelo professor Roy Glover é primoroso, rico em detalhes. Hoje esta exposição encontra-se no Park Shopping, em Brasília.


2 comentários:

  1. Oi Valéria!! Vim retribuir a visita e agradecer pela dica que vc me deu!!Realmente... querer conhecer Paris num "gole" só deve ser difícil, talvez impossível! Estamos pensando em abril para esta viagem e estou pegando todas as dicas para fazermos uma viagem feliz e de sucesso!!
    Somos colegas então...? Tbém sou psicóloga!!
    Adorei seu blog e já estou te seguindo!!
    Bjs e ótimo domingo pra vc!!
    Jad

    ResponderExcluir
  2. Oi Jad!
    Te descobri no Conexão, e estou sempre visitando o seu blog, obrigada pela visita...

    ResponderExcluir

Gostei de sua visita, volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...