Páginas

terça-feira, 12 de julho de 2011

CIDADES HISTÓRICAS DE MINAS GERAIS - OURO PRETO/MARIANA - PARTE 1

            No dia seguinte ao casamento partimos de Montes Claros e optamos por fazer nosso percurso até Ouro Preto pela estrada real. Neste trajeto tivemos nosso primeiro contratempo, de Serro até Conceição do Mato Dentro a estrada real é de terra, são aproximadamente oitenta quilômetros de uma estrada de desesperar ainda mais para nós que íamos com uma criança de ano e meio de idade. Nossa, parecia não ter fim! Mas finalmente depois de muita estrada e anoitecendo chegamos ao nosso destino, Ouro Preto.

                            


             Logo ao procurar pela pousada que reservamos me assustei com as longas subidas e descidas da cidade, parecia ser difícil percorrer tudo aquilo a pé para conhecer a cidade. Nossa pousada, a do Ouvidor, aos pés da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, era um encanto, tudo perfeito, quarto, café da manhã, atendimento, gostamos muito. Já no dia seguinte bem cedo subimos até à Praça de Tiradentes e lá contratamos um guia, o Edmar, que nos fez subir e descer as ruas de pedras para conhecer sua história.
           Antiga capital das Minas Gerais, considerada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, Ouro Preto tem todo seu patrimônio histórico muito bem preservado e em constante revitalização se fazendo síntese da arte colonial mineira. Junto com o nosso guia começamos a partir da bela e ampla Praça Tiradentes cercada por um casario colonial onde funciona restaurantes, comércio de artesanato e de pedras preciosas, pelo imponente edifício onde funciona o Museu da Inconfidência (antiga Casa de Câmara e Cadeia) e também o Museu de Ciência e Técnica que formam o entorno ao monumento em homenagem a Tiradentes, no centro da praça. Foi mesmo um passeio de reconhecimento, afinal era segunda-feira pela manhã e tudo estava fechado. Logo atrás do Museu vê-se a Igreja de N. S. do Carmo, ali bem perto podemos visitar o Teatro Municipal Casa da Ópera (considerado o teatro mais antigo da América Latina ainda em funcionamento, tem 240 anos e foi tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional, possui espaço para aproximadamente 300 pessoas. O curioso formato de sua platéia vista do alto é de uma lira). Paramos para admirar as paisagens como o Pico do Itacolomi, onde foi encontrado o ouro (ouro preto- ouro com hematita).
A Praça de Tiradentes e o Museu dos Inconfidentes
                                                              
                        Outros ângulos da Praça e o monumento aos inconfidentes

Igreja de N. S. do Carmo

Teatro da Ópera


Ao fundo o Pico do Itacolomi

            Na cidade pode-se encontrar quinze chafarizes e no Largo da Casa dos Contos encontra-se um deles, o mais importante da cidade construído em 1745 em barroco robusto, fica bem próximo do Museu Casa dos Contos (uma construção imponente onde funcionava a antiga casa da moeda, aonde o ouro era transformado em barra e que hoje abriga o museu que preserva a história do ciclo do ouro, o Centro de Estudos do Ciclo do Ouro, como também o Museu da Moeda e do Fisco e a Agência da Receita Federal de Ouro Preto).


Casa dos Contos

            Continuando nossa caminhada nos deparamos com um belo mirante na rua Getúlio Vargas, de onde podemos ter a clássica e bela vista da cidade, com suas igrejas, seu casario, e a casa dos inconfidentes lá no alto do morro do Cruzeiro. Lá mais adiante chegamos ao largo do Rosário, onde se encontra a Igreja de N. S. Do Rosário dos negros, uma igreja de fachada bem trabalhada e de interior bem simples construida pelos negros e para os negros com formas arredondadas no estilo Borromini e decorada com imagens negras.


                                                       Vistas do Mirante

Largo do Rosário e Igreja de N. S. do Rosário dos negros

           Em Ouro Preto existem em vários recantos da cidade pequenas capelas construídas durante os séculos XVIII e XIX que durante a Semana Santa são abertas para reviverem os passos da Paixão de Cristo. No nosso percurso passamos primeiramente perto de nossa pousada naquela onde começa o ritual, a Capela Passo Antonio Dias e neste nosso roteiro passamos na Capela Passo Ponte Seca, onde termina a Via Sacra com cerimônias acompanhadas de orações e cânticos religiosos.

Passo Antonio Dias
                                    
Passo Ponte Seca ao fundo

           Finalmente chegamos à Igreja de N. S. do Pilar, que nos seus 300 anos de existência é considerada a mais rica em coleção de artes do país e a segunda mais rica em ouro (foram utilizados 400 kg de ouro na sua ornamentação).



           A partir da Praça, de onde partimos inicialmente fizemos um contorno na parte histórica da cidade finalizando na Igreja do Pilar e daí seguindo subimos uma rua de inclinação extremamente acentuada que nos levou de volta ao centro da Praça de Tiradentes.


           Alí pegamos o carro e partimos para visitar o que estava mais distante como a Capela de N. S. do Rosário dos brancos ou Capela Padre Faria, a mais antiga da cidade. Este padre veio na expedição que fundou Ouro Preto e foi quem lá rezou a primeira missa. A igreja de influência barroca possui no seu interior quadros que representam as quatro passagens de Maria e seus três altares são em ouro. Na parte externa ainda possui uma cruz pontificial e uma torre sineira que abriga o sino mais antigo e mais famoso da cidade, que tocou para Tiradentes, na Inauguração de Brasília e na morte de Tancredo Neves.




                           
            Aproveitamos também para visitar uma das mais de duas mil minas espalhadas naquela cidade. O guia Edmar escolheu a Jeje de 160 metros. Lá o guia nos contou a história por trás da riqueza das minas e os números extraordinários da exploração do ouro (por exemplo: as 106 toneladas de ouro que a coroa portuguesa exportou e as 60 toneladas arrecadados com o dizimo da igreja). Como eles dizem, riqueza para a Inglaterra, luxo para Portugal e buracos para o Brasil.

                                   


            Pela tarde aproveitamos e fomos dar um pulinho em Mariana, a 14 km de Ouro Preto é a cidade mais antiga (314 anos) e a primeira capital de Minas Gerais. Em sua Praça Minas Gerais se encontra os três mais importantes monumentos históricos da cidade, a Igreja de S. Francisco de Assis, A Igreja de N. S. do Carmo (criadas a partir da rivalidade de duas irmandades) e a Casa da Câmara e Cadeia, a primeira câmara de Minas. Uma vez por ano, em 16/07 a praça é fechada e Mariana é capital de Minas por um dia.

                                   

                  
             Lá em Mariana tivemos o prazer de visitar o atelier do artista plástico Hélio Petrus, um escultor que fez de sua casa um verdadeiro museu de arte sacra e que trabalha em cedro peças ricas em detalhes que vai do barroco ao rococó com muita sensibilidade e perfeição de estilo.



35 comentários:

  1. Adoro viajar, passear, e recentemente, fiz dois posts como este seu. Os leitores gostaram do passeio, e eu, também! As tuas fotografias, Val, ficaram lindas! Você fotografa muito bem! E o lugar, fabuloso. Minha célebre amiga, eu também estava com saudade. Que bom que você faz parte do meu Cotidiano e que aceitou tomar aquele café comigo. É sempre um prazer.

    Beijos mil!
    Débora.

    ResponderExcluir
  2. Oi Valéria, é muito bom conhecer os lugares que já se conhece pelo olhar de outra pessoa. Estou mergulhando nas histórias de Minas com muito mais prazer. Obrigada.
    Aguardo novos relatos e a sua impressão sobre a comida mineira.
    Beijos e até breve.

    ResponderExcluir
  3. Valéria
    Que passeio bacana! Vc chegou em Ouro Preto no final de semana? Pergunto isso por conta do guia que vc contratou. Foiindicação da pousada ou vc já sabia ou eles estãos empre por lá, nã o importa o dia? Achoq ue ainda vou te fazer muitas perguntas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Boa noite amiga
    Que lindo Post
    com ele revive lindas lembranças.

    querida amiga
    Estou na final da ostra poesia, me desculpe por mais uma vez vir lhe pedir votinho para a minha poesia, Precisamos. Mas sem a sua ajuda eu não irei conseguir. Prometo que passando esta fase eu virei comentar apenas sobre o conteúdo de seu cantinho.
    Como votar você entra no link …http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/
    No final paginas das poesias esta escrito
    VOTE CLICANDO NA PALAVRA COMENTÁRIOS Lindalva 1 comentários
    Por favor coloque coloque o nome da autora e da poesia, ( Precisamos ... Maria Alice Cerqueira e o nome do seu blog. para que Lindalva possa confirmar seu voto.
    Desde já lhe agradeço de coração.
    Tudo do melhor para você.
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  5. Boa noite valéria teu voto no pena de ouro foi computado com sucesso. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. A viagem parece ter sido muito proveitosa.Não tem coisa melhor que viajar e conhecer espaços diferentes.
    Obrigada por compartilhar.
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  7. Oi Val!!!

    Esta viagem foi de tirar o folêgo!!! Quanto percurso, hein? Mas para quem adora viajar é algo muito prazeiroso apesar dos imprevistos que fazem parte. Muito bom conhecer novos lugares aqui com você.
    Bjus
    Bia :)

    ResponderExcluir
  8. Oi Valéria,
    Adorei as fotos.
    Lendo o post me lembrei que só vi estradas de terra qdo era criança e meu pai comprou um sítio.
    Até percorro estradas de terra para ir a alguma chácara ou restaurante campestre, mas nada que ultrapasse a 1 km.
    Bjkas e uma noite maravilhosa para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  9. Oi!!

    Débora!
    Escrever sobre viagens é muito bom mesmo, viajamos novamente. Quanto as fotos algumas são minhas, outras o maridão.rsss
    Amei o cafézinho.rsss

    Sílvia!
    É bem interessante este novo olhar a partir do que o outro viu, gera aquela emoçãozinha gostosa.rsss Falarei certamente das delícias que comi.

    Jorge!
    Infelizmente chegamos domingo a noite e já perdemos o passeio que há nos finais de semana de trem ara Mariana, que pensávamos fazer.Quanto ao guia na Praça existem vários sempre, mas é preciso ter cuidado para escolher os que são credenciados pela Secretaria Municipal de Turismo, como é o caso do Edmar. Que bom que vai fazer mais perguntas adoro falar sobre estas dicas.rsss

    Maria Alice!
    Já fui lá e dei meu voto, agora vamos cruzar os dedos, boa sorte!

    Lindalva!
    Ok! Obrigada!

    Gil!
    A viagem foi demais, aproveitamos muiiito.Compartilho com prazer!

    Bia!
    Foi mesmo Bia!
    Só começamos a nos preocupar quando pensávamos no que tinhámos para percorrer e chegar em casa.rsss

    Betty!
    Nem nós sabíamos o que tinhamos pela frente.rsss
    Era muito chão, poeira e trepidação. Horrível.

    Beijão para todos e ótima 4ª feira!

    ResponderExcluir
  10. Delicia a cidade de Ouro Preto....bjus

    ResponderExcluir
  11. Que maravilhas e que aventura minha amiga... adorei passear em tão belos lugares com voce...
    Doce seja seu dia...beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  12. Oi!

    Vera!
    Ouro Preto está linda, muito bem conservada.

    Valéria!
    Obrigada pelo carinho, adoro compartilhar tudo com vocês.

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  13. Ah, conta mais das minas. Nunca entrei em nenhuma por lá. São muito estreitas? Adoro esse tipo de aventura, mas tenho um pouco de claustrofobia... droga!
    bjo

    ResponderExcluir
  14. Ei Valéria, tudo bem?
    Que viagem, hein? Vocês andaram demais.
    Gostei muito das suas informações, muito bem explicadas, detalhadas, as fotos ficaram bárbaras.
    Não conheço Diamantina; Ouro Preto, fica distante 100km da minha cidade, mas raramente vou, não gosto muito, é muita ladeira, cansativa.
    Final de semana passado fui a Tiradentes, que adoro e São João Del Rei.
    Legal demais esta sua visita a uma mina, nunca me aventurei numa destas.
    Gostei muito da sua viagem, volte mais vezes ao meu estado.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Bababndo com suas fotos.Se outras vidas existirem ,acho que vivi nessa época,nesse tempo,sou fascinada,fico meio paralizada nestes lugares.
    lindo Valéria
    beijão

    ResponderExcluir
  16. Oi!!

    Ernani!
    Existem lá minas de todo tamanho, mas a que fomos tinha 160mts de comprimento, o percurso a ser visitado, claro. Tem lugares mais altos e outros que temos de nos curvar para passar. É muito fria, tem lugares que desce água, fica tudo molhado, mas como não é escura, tem iluminação, não é muito sufocante embora seja estreita. Fui sem medo, também sou claustrofóbica. Gostei muito da experiência.

    Maria Célia!
    Ai quando viajo adoro andar. Ando muiiiito!
    Subir e descer àquelas ruas foi mesmo um desafio, mas consegui graças a Deus.rsss
    Acho que o interessante está nisso, nesta aventura.rss
    Certamente voltarei, ainda tem muita coisa para conhecer, agora com parada em BH.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  17. Oi Val!!!
    Vim dizer que eu assisti o filme "Meia Noite em Paris” Amei!!! Muito bom mesmo!!! A fotografia é linda!!! O encontro imaginário com os escritores é fantástico!!! E ninguém merece uma noiva como aquela, né? Gostei tanto que veria novamente, só pelas belas imagens já valeu o filme.
    Bjus
    Bia :)

    ResponderExcluir
  18. Oi Bia!
    Que bom que gostou!
    Melhor ainda este feedback!Você é mesmo um doce de pessoa, obrigada pelo carinho!
    O filme é perfeito, também saí com a sensação que assistiria mais vezes. Maravilhoso!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  19. Ei flor..
    Tudo bem?
    Vim te convidar para participar do sorteio lá no meu blog e te deixar um 'xero' beeeem grande ~

    ;)

    ResponderExcluir
  20. Muito linda suas fotos, conheço Ouro Preto e Mariana, tenho lindas recordações de lá.
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  21. Oi!!
    Haylla!
    Obrigada pela visita e pelo convite!

    Denise!
    Obrigada também pela visita e pelo elogio.
    També terei agora belas recordações destas cidades.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Valéria,
    Tô de queixo caído. Moro aqui pertinho de Ouro Preto (Belo Horizonte) e acabei de conhecer a cidade através de você. É claro que já fui lá, mas nunca fiz turismo por lá. (Santo de casa não faz milagres, não é verdade? Minha mãe viveu grande parte de sua vida em Mariana e, na verdade, nem conheço. Agora fiquei vermelha!.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  23. Valéria, q passeio bárbaro. Tenho muita curiosidade em conhecer Ouro Preto. Nunca tive oportunidade. Adorei ver as fotos. Muita paz!

    ResponderExcluir
  24. Oi!!

    Vera Lúcia!
    Não acredito!
    Você não sabe o que está perdendo, a cidade vista com olhos interessados é fantástica! Diamantina também é muito interessante, pequena, aconchegante. Vá olhá-las com outros olhos!rsss

    Denise!
    Foi mesmo! Vale muito a pena ir, você não vai se arrepender.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  25. Oi Valéria,
    Passei para desejar um final de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  26. Vcs estão em boa forma- "pernas para que te quero", caminhadas e muitas subidas. Vale a pena um passeio tão histórico.
    Grata pelos detalhes, eu estou precisando voltar a esta região que só fui em menina, antes que as pernas não permitam, rs,rs,...
    bjs
    Tem convite para vc lá no meu espaço.
    bjs

    ResponderExcluir
  27. Oi Valéria,
    Vou fazer esta oportunidade e ver estas cidades com os olhos de quem quer ver (rsrsrs).
    Beijo e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  28. Oi Valéria!
    Que bacana...tem cada cidade interessante e rica de cultura..que tem em nosso país..que não conhecemos...que legal poder apreciar aqui no seu blog;)
    Bjos e bom final de semana!
    Rô!

    ResponderExcluir
  29. Lindo passeio adocicado pelo mel do amor!!!Obrigada pela visita nordestina aqui de pertinho!!!Bjs na alma!!!Sigo-a!!

    ResponderExcluir
  30. Vendo pela tua ótica podemos conhecer lugares q não vimos em outros lugares... mto bom!!!

    bjkas

    ResponderExcluir
  31. Oi!!

    Betty!
    Obrigada, para você também!

    Norma!
    Pois é, haja disposição!
    Precisa mesmo ver com outros olhos.rsss

    Vera Lúcia!
    Faça mesmo e continue a viajar aqui.rsss

    Roberta!
    Obrigada!Tem mesmo menina, e é uma delícia conhecer!

    Zilda!
    Obrigada você pelo carinho!

    Mari!
    Obrigada e volte sempre! A viagem continua!

    Beijão e ótimo fds!

    ResponderExcluir
  32. Conheço apenas Pocos de Caldas em Minas, e já achei bom, imagino entao se conhecesse esses lugares. As fotos sao bem bonitas!

    ResponderExcluir
  33. Que maravilha arte e cultura neste espaço, eu ador Minas Gerais, adoro o sol de lá, parece que elê não é igual a nenhum outro lugar. Maravilhas que permanecem para provar nossa história.Parabéns pelo blog, pelo belo conteúdo no qual dispensa comentários.
    Já sou seguidora.
    Felicidades.
    http://wwwavivarcel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  34. Oi!

    Cris!
    Você iria adorar! Eu adorei e recomendo!
    Não conheço Poços de Caldas!

    Fênix!
    Seja bem vinda ao meu blog!
    Adoro falar de coisas boas principalmente cultura e arte através das viagens que faço.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  35. uhul eu fui láh e foi muito lokoh! nossa manow gostei de mais kara!!!!!!!! ouro pa todo lado!agora tenho esmeralda e eoutras jóis preciosas(comprei)hehe

    ResponderExcluir

Gostei de sua visita, volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...