Páginas

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

MAIS UM ANO... FELIZ ANO NOVO!

           
            Mais um ano está prestes a terminar e a esperança se renova nos convidando a direcionar um novo olhar sobre nossas vidas, novos sonhos a conquistar, novos projetos a realizar e um mundo de aprendizado a acolher, seja a partir de nossos erros, seja com os acertos ao vivenciar este novo. Do ano que passou guardaremos com carinho o que nos marcou, as nossas conquistas, o que nos fez felizes. Que no ano novo que nascerá tenhamos esperança e vivamos intensamente, pois a vida é uma dádiva, uma benção de Deus.   
            Quanto a nós, adorei estar aqui este ano, ter conhecido pessoas inteligentes e espirituosas que trocam suas melhores experiências fazendo deste convívio um saudável compartilhar e espero encontrá-los aqui novamente contando sempre com o carinho e a amizade que compartilhamos no ano que termina. Desejo que o ano novo de cada um de vocês seja repleto de realizações, com muita saúde, paz, amor e alegria. UM FELIZ E ABENÇOADO ANO NOVO!

FELIZ ANO NOVO
De repente,
 num instante fugaz,
 os fogos de artifício anunciam que
 o ano novo está presente e o ano velho ficou para trás.
 De repente, num instante fugaz,
 as taças de champanhe se cruzam e o vinho francês borbulhante anuncia que o ano velho se foi e ano novo chegou.

De repente, os olhos se cruzam,
 as mãos se entrelaçam e os seres humanos,
 num abraço caloroso,
 num só pensamento,
 exprimem um só desejo e uma só aspiração: PAZ E AMOR.

De repente,
 não importa a nação,
 não importa a língua,
 não importa a cor,
 não importa a origem,
 porque todos são humanos e descendentes de um só Pai,
 os homens lembram-se apenas de um só verbo: AMAR.

De repente,
 sem mágoa,
 sem rancor,
 sem ódio,
 os homens cantam uma só canção,
 um só hino,
 o hino da liberdade.

De repente,
 os homens esquecem o passado,
 Lembram-se do futuro venturoso,
 de como é bom viver.

Feliz Ano Novo! 
(O autor é desconhecido, quem souber, por favor, me avise que darei os devidos créditos!)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

PORQUE É NATAL...

             Nesta época parece que nosso coração transborda de emoções e dele inevitavelmente o amor e todos os bons sentimentos estão mais à flor da pele, graças a Deus. Contagiada por este espírito e sempre com um pouco de nostalgia vou prestar minha homenagem ao grande aniversariante e aos meus queridos leitores que de maneira tão carinhosa me presenteiam com suas presenças e palavras tão gentis. A vocês obrigada de coração, afinal como bem diz Saint'Exupéry "Aqueles que passam por nós não vão sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós".
             Do baú de memórias uma poesia que dava vida aos meus cartõezinhos de natal.

 CANTO DE NATAL (Manuel Bandeira)
O nosso menino
Nasceu em Belém.
Nasceu tão-somente
Para querer bem.

Nasceu sobre as palhas
O nosso menino.
Mas a mãe sabia
Que ele era divino.

Vem para sofrer
A morte na cruz,
O nosso menino.
Seu nome é Jesus.

Por nós ele aceita
O humano destino:
Louvemos a glória
De Jesus menino.


quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

7 LINKS PROJECT - MINHAS POSTAGENS



            A amiga Renata do blog Eternos Prazeres me convidou para participar do seven links project, que tem como meta unir os blogueiros (de todos os setores) para compartilhar lições aprendidas e criar um banco de posts antigos que merecem ser revisitados.
            Então, seguindo as orientações do projeto:
            Devo escolher:

            1 - O post que mais me orgulho,
                 Encontros e desencontros

             Neste post fiz uma viagem ao mais fundo de meu íntimo e da maneira mais racional que pude num ímpeto catártico descrevi minha história.
            2 - O post mais belo,
                 A arte dos encontros

             Aqui mais uma vez procurei traduzir em palavras um momento muito especial e que de certa forma foi um divisor de águas em minha vida,  a história de como conheci o meu maridão.(risos)


             3 - O mais útil,
                   Participando do Bookcross blogueiro



       http://ahdoqueeugosto.blogspot.com/2011/11/participando-do-bookcrossing-blogueiro.html

             Este post pra mim teve um significado especial, participar de um evento muito interessante e que tinha como finalidade despertar a leitura, adorei ter participado, ele foi duplamente útil, a mim e a quem ganhou meus livros.
            4 - Aquele que o sucesso me surpreendeu,
                 Pensei em você

            Ah, minha singela poesia me fez receber muiiitos elogios e claro, me deixou muito feliz e emocionada. No fundo sempre nos envolvemos pelos/com os sentimentos descritos em versos.
            5 - O mais popular,
                 Leonardo da Vinci

              Este post é um fenômeno. (risos) Dentre todos os que escrevi ele disparado é o mais visitado, claro que o protagonista é famoso, mas meu texto despretensioso teve uma aceitação que também aqui me surpreendeu.
              6 - Aquele que não teve o sucesso e atenção que merecia,
                   A felicidade desesperadamente

              Eu particularmente gostei muito do livro que li e do texto que escrevi, mas embora sempre busquemos a felicidade o tema não despertou o interesse que pensei que teria ao escrevê-lo.

             7 - E o mais controverso,
                   O milagre da vida


                         http://ahdoqueeugosto.blogspot.com/2011/08/o-milagre-da-vida.html
             Este post em forma de conto, não gerou muita controvérsia, acho que não tenho textos assim, mas gerou um pouco de estranheza diante da postura daquela mãe pega de surpresa em sua primeira viagem.
           Como regra, também devo convidar outros cinco blogs para participar da brincadeira.Transgrido e passo para todos. Vocês sintam-se a vontade para continuar a brincadeira, se assim o quiserem.
*Imagens do Google

domingo, 11 de dezembro de 2011

COM OS MEUS BOTÕES...

Imagem do Google

O que foi feito de mim me vejo perguntando.
Onde foi parar meus sonhos
O que restou de mim?
Não sei responder,
Quiçá aconchegada nas asas de um sonho.
Em devaneios ou mesmo em realidade,
Já não me encontro.
Perco-me mais e mais.
Entre os apressados por viver
Também eu estou
Ora transmuto-me em versos
Vezes tergiverso
Mas sempre em busca de respostas vou.
Careço... Penso, me reinventar.
Para juntar tudo que sobrou.
                                                               
                                                                        Valéria

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O MEU NATAL...

Imagem do Google

              Este post é minha participação na Blogagem Coletiva  promovida pela amiga blogueira Roselia com o tema  “O que significa o natal para mim”.
              Neste período do ano existe em alguns locais por onde passo um cheiro peculiar que me transporta para minha infância, um tempo em que ilustrávamos nossos cadernos com sonetos ou confeccionávamos nossos próprios cartões de Natal! Já não desfruto do Natal com o mesmo prazer de antes. Antes, significa muitos anos, décadas atrás... Quando o Natal era uma época mágica, em que havia magia na montagem da árvore que na minha casa não passava de um galho seco de árvore coberto de algodão e enfeitado de bolinhas coloridas que a cada ano eram repostas, pois iam quebrando e diminuíam de quantidade a cada ano, havia magia na montagem do presépio, havia magia na preparação dos bolos e da rabanada, havia magia em esperar o papai Noel e mesmo quando já não se acreditava mais, a magia estava na espera do presente que ficava escondido até aquele esperado dia, havia magia no colorido das luzes que decoravam as ruas, lojas e casas, havia magia nas mensagens enviadas e recebidas nos famosos e esquecidos cartões de Boas Festas que se esperava serem entregues pelo carteiro, havia magia em passear com minha mãe para ver a decoração da cidade, havia magia em vestir roupa nova para ir a Missa do Galo, havia magia nas coisas simples que nos fazia sentir comemorando o nascimento de Jesus... O mês de dezembro era mágico, tinha um cheiro, um colorido, um ar de festa diferente...
            Hoje o mundo mudou, as pessoas mudaram, as coisas mudaram, a tecnologia se impôs tornando a vida mais confortável, mais plasticamente bonita, mas também com muita correria, estresse... Sem o prazer das pequenas coisas, até os cartões são virtuais, até as canções de natal não evocam mais o verdadeiro espírito natalino de alegria, fraternidade e amor. Nesta nossa berlinda só se pensa em comprar e comprar e o natal se transformou em simples trocas de presentes, amigos ocultos e muitas guloseimas e lá se foi o verdadeiro sentido do Natal, estão quase a expulsar o Jesus da própria festa... Que pena, pouco sinto o cheiro do natal, na minha infância ele tinha um perfume especial que emanava do ar, de uma árvore que tem um odor característico que me transporta pra esta infância, até ela está mais rara aqui. Ah, eu quero reviver este natal, o natal que é inspiração para o amor, a solidariedade, alegria e união entre as pessoas, o natal do menino Jesus!
     * Também estou participando hoje da série Cada dia uma história, uma iniciativa da amiga Norma.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

SÓ COM AS ESTRELAS...

Imagem do Google

Com o olhar perdido no céu
Tão cheio de pontinhos de luz
Imaginei que elas fossem pessoas
Compartilhei minha dor com pequenas estrelas atoas.


Muito além da terra, lá no céu.
Também encontrei uma bela lua
Que com seu brilho em forma de sorriso
Se fez amiga, oh! Luz solitária leva-me contigo ao paraíso.


Aquele negro céu que vi pela janela
Era na verdade minha alma sem paz
Que derramava sobre mim uma brisa triste
Ali fiquei, só com as amigas estrelas do céu, com uma dor que ainda persiste.
                                                                       Valéria
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...