Páginas

segunda-feira, 25 de junho de 2012

AS SOMBRAS


Imagem do Google

Sombras vivem de luz.
Luz que não cessa.
Por trás das sombras distorcidas, disformes
Que se dissolvem a um movimento
Em um jogo de aparecer e sumir.
Um jogo de ilusões
Que ganha vida.
Pode ser o lado assombroso da noite
Ou sombras que brincam
Apenas silhuetas com emoção.
Sombras na parede me trazem lembranças
Sombras do passado
Que povoam meu imaginário.
Não há do que temê-las.
Vivemos assim entre luzes e sombras.
Na magia dos contrastes
Pois as coisas nem sempre são como parecem
Carecemos vê-las sob outra luz.


Valéria


Uma semana de paz e alegrias para todos!

24 comentários:

  1. Lindo teu enfoque sobre as sombras.. temos que vê-las com muita luz,aí passam...beijos,chica e ótima semana!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia,Valéria!!!

    Puxa...que linda poesia!!Tudo depende de como vemos,né?
    E seu olhar é lindo!
    Adorei o jogo com as palavras!Perfeito!
    Beijos,amiga!!!!
    Ótima semana!

    ResponderExcluir
  3. Cada um com sua visão .Perfeito val..e que venham as luzes.
    uma semana linda
    hj a chuva está demais aqui em Natal...

    ResponderExcluir
  4. Valéria que inspiração belíssima! Amei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Que lindo Valéria, cada um tem sua própria maneira de ver a vida, mas seria tão bom que as pessoas não vivessem na sombra de ninguém e buscasse de verdade o seu caminho, seriam felizes...beijinhos em seu coração e linda semana.

    ResponderExcluir
  6. Oi Val!!!

    Lendo seu post me trouxe recordações da infância quando nós fazíamos bichinhos com as mãos através da sombra. Que bonito!!!
    Uma boa semana pra você!!!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  7. Neste jogo nos perdemos e nos encontramos. Há sombras que nos fornecem luz no meio da escuridão.
    Bjs, Boa semana

    ResponderExcluir
  8. Linda poesia,Valeria! E a vida é mesmo sombra e luz em constante mutação!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  9. Oi Valéria,
    Lindo o seu post! As sombras fazem parte de nós.
    Precisamos mesmo é aprender a lidar( viver) com elas.
    Boa semana!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Ei Valéria
    Não precisamos temer as sombras, elas são parte de nossa vida, vão e voltam sempre.
    Muito belo seu poema.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  11. Lindo demais Valéria, estava muito inspirada! Bjooss

    ResponderExcluir
  12. Oi Valéria,
    Adorei o poema. Acabei de ler a monografia de Roberto Longhi sobre Caravaggio, o pinto das luzes e das sombras, ele mesmo muito sombrio.
    Qdo fui abrir pelo seu comentário que não aparece a foto, caí direto no blog. Qdo abri pelo seu comentário com foto, caí no seu perfil e daí cliquei para entrar no blog. Não vi grandes diferenças entre um e outro.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderExcluir
  13. Acho que prefiro não ver as sombras.
    Belo poema.
    e boa semana
    Xeros

    ResponderExcluir
  14. Oi Val,sem querer exclui algumas postagens hj.Devido as férias e muito trabalho ,volto depois do dia 20
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Muito bonito, Valéria! Bem inspirado.
    Gostei muito das palavras finais, que trazem um sábio entendimento:
    "Pois as coisas nem sempre são como parecem
    Carecemos vê-las sob outra luz".

    Valéria,
    A pedido meu e da Marilene, meu sobrinho travou os teclados.
    Esta medida é apenas acautelatória, para dificultar a reprodução indevida de textos ou imagens do blog. Se você desejar implantá-la, ele poderá fazê-lo para você, pois tem
    que colar alguns códigos. Ele mora em Conselheiro Lafaite. Todavia, há um senão: você teria que informar sua senha para ele entrar em seu blog. Há amigos da blogosfera que utilizam
    recurso parecido. Não sei explicar como faz, mas se você se interessar posso passar seu email para meu sobrinho para eventual contato. Pense e me avise, ok?

    Beijo.

    ResponderExcluir
  16. Não há como viver sem as sombras, ainda que nosso caminho seja de luz. Não existem para ser temidas, já que não possuem vida própria. São como reflexos que, muitas vezes, nos levam a pensar. Há sombras lá fora e há sombras aqui dentro. Se focarmos com atenção, teremos direcionamento diverso, dependendo da forma de analisá-las. Gostei muito do texto. Bjs.

    ResponderExcluir
  17. Não sei se temo ou não as sombras... Como você mesma disse, nem sempre são ruins :)

    Eu também amei meu blog Valéria, estou encantada ainda rs
    Também acho que as pessoas descartam muito fácil, mas o bom é saber que ainda existem pessoas que se preocupam e se importam com esses sentimentos.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  18. Viver sem as sombras quase impossível, é através dela que luz brilha.Gostei dessa forma de você expressar e de olhar em seu texto.

    Beijos eótima semana!

    ResponderExcluir
  19. Tens toda razão, Valéria!!! Nem tudo é o q parece.. então, pra que temer as sombras, neh?! Temos mais é que ver a vida com vários olhos e de diversos ângulos.
    Bjus, minha amiga!!!

    ResponderExcluir
  20. Uma semana de muita luz e pequenas sombras divertidas pra voce, querida! Bjos

    ResponderExcluir
  21. Acho que é o primeiro poema que leio sobre sombras. Lindo! Adorei!
    Se tem luz, tem sombras,ou vice versa...
    Perfeito!

    Uma ótima semana, Valéria!
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Luz e sombras, os contrários.
    Necessários para o equilíbrio: percebe--se o vazio ao conhecer-se o cheio. Fazer falta é saber da ausência do que se conheceu.
    Que os contrários nos levem ao eixo.
    Bjssssssssssssssssssssssss, quérida!

    ResponderExcluir
  23. Posso crer, que as vezes sinto, que as sombras são nossas professoras pela vida. Perfeita analise minha amiga com sua poetica sempre reflexiva.Carinhoso abraço de paz e luz.Bjo.

    ResponderExcluir
  24. E é assim. Como o seu poema bem diz. Que seria de nós se não existisse os contrastes? Tudo é necessário, como o dia e a noite
    como o negro e o branco , nuances que vão colorindo a nossa vida.

    Lindo, Valéria.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Gostei de sua visita, volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...