Pular para o conteúdo principal

DRUMMOND - O CONSTANTE DIÁLOGO

Imagem do Google

O constante diálogo

 
Há tantos diálogos
Diálogo com o ser amado
o semelhante
o diferente
o indiferente
o oposto
o adversário
o surdo-mudo
o possesso
o irracional
o vegetal
o mineral
o inominado

Diálogo consigo mesmo
com a noite
os astros
os mortos
as idéias
o sonho
o passado
o mais que futuro

Escolhe teu diálogo
e
tua melhor palavra
ou
teu melhor silêncio
Mesmo no silêncio e com o silêncio
dialogamos.

Comentários

  1. Poema lindo e profundo.O diálogo é sempre importante nas mais diferentes situações.E realmente, até conosco mesmos, falando com nosso eu, é válido e importante! um lindo dia e fds!chica

    ResponderExcluir
  2. Esse é daqueles poemas que a gente chama não só de lindos mas de necessários também. Abraços, Valéria. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia,Valeria!!

    Nossa...realmente estamos sempre dialogando!!!
    Belíssima poesia!!!
    Beijos pra ti!!
    Tenha um alinda sexta!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá Valéria
    O melhor diálogo é com a gente mesmo. Assim temos a oportunidade de nos conhecermos melhor.
    Bom fim de semana
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. Oi Val!!!

    Carlos Drummond de Andrade é meu poeta preferido, digno de aplausos, o acho estupendo, magnânimo, não teria palavras para descrevê-lo, grande sábio!!!
    Um ótimo fim de semana!!!
    Bjus
    Bia :)

    ResponderExcluir
  6. Belíssima poesia Valéria!.. De fato o diálogo é primordial para uma convivência agradável e harmoniosa!

    Beijokas em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  7. Esse Itabirano é demais, né? Coisas da minha terrinha... rs
    Bom fim de semana!
    Beijos
    www.75dias75looks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Valéria,
    Esse texto do Drummond até me emocionou.Ele sempre foi meu poeta preferido.QUando mocinha mantinha uma correspondência com ele.Acredita?
    É algo que muito me orgulho.Para vc ver como ele era especial.
    Por sinal , hoje no Simples assim onde tem "Adicione esse tempero", tem uma frase dele.
    Bj e bom fim de semana,
    Lylia

    ResponderExcluir
  9. Oi Valéria, esse poema realmente somos nós a cada instante.
    Sempre dialogando.
    Coisas nossas.
    Coisas de Drummond.
    Adorei!
    Beijos e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  10. Ei Valéria!
    Maravilhoso e reflexivo é esse poema, o diálogo também acontece no silêncio.
    Adorei querida, parabéns!
    Bom final de semana.
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  11. Valéria,
    não conhecia esse texto de Drummond... a confirmação de que estou precisando dialogar comigo mesma. É difícil mas sempre faz bem, né? =/

    Um excelente final de semana!

    Beijinhos,
    Carol :)
    http://bembemsimples.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Muitas pessoas deveriam ler, pois esqueceram de falar...beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  13. Drumond é um orgulho de nossa literatura e justamente há 24 anos morria este maravilhoso homem que perdura hoje e para sempre com sua incrível arte.
    Viva para sempre Drumond!
    E não deixe de conferir o poeta do Me and You, hoje,ok.
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  14. Olá, querida
    Estamos num diálogo com Deus nestes 3 dias no Tríduo e vc participou... receberá as bênçãos na hora certa...
    Bjs de paz e ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  15. Valéria,

    Esse texto lindíssimo de Drummond, que nos faz refletir até sobre o silêncio. Nunca havia pensando nisso. Até com o silêncio dialogamos. Muito lindo.
    Tenha um abençoado final de semana.

    ResponderExcluir
  16. Oiiii!

    Chica!
    É incrível como necessitamos destes diálogos!

    Cacá!
    É lindo mesmo, uma feliz descoberta!

    Vivian!
    É mesmo um constante diálogo!

    Wanderley!
    É a partir deste diálogo que chegamos aos demais.

    Bia!
    Também o admiro muiiito! É o poeta!

    Verinha!
    Nada mesmo que um bom diálogo mesmo que com nós mesmos!

    Roberta!
    Que sorte, heim menina?!

    Lylia!
    Que maravilhoso isso, uma experiência para guardar para sempre! Eu também teria o maior orgulho de tão belas preciosodades! Que cartas valiosas, imagino as sábias palavras que você gaurda!

    Sílvia!
    Só Drummond mesmo para falar de um ato corriqueiro com tanta poesia!

    Gil!
    O silêncio é mesmo um valioso amigo!

    Carol!
    É normal, esquecemos muito de um verdadeiro diálogo! Também não conhecia! Estou descobrindo aos poucos!rsss

    Lisette!
    É verdade, como silenciamos diante de tantos temas instigantes!

    Beth!
    Devemos nos orgulhar de ter para sempre em nossa literatura o legado de tão sábio poeta! Estarei lá!

    Rosélia!
    Linda sua iniciativa que participarei com prazer!

    Lucinha!
    Pois é! Não paramos para pensar o óbvio e temos a felicidade de descobrir em tão belos versos!

    Beijos e um lindo fds!

    ResponderExcluir
  17. Oi Valéria!
    Que mensagem fantástica!
    Adorei!
    Bjos e bom final de semana;)
    Rô!

    ResponderExcluir
  18. Oi Valéria, passei para deixar um beijo e assim que carregou sua pagina e vi seu post, amei!! serviu direitinho para mim hoje. Quantos relacionamentos não acabam por falta de diálogo. Quantos pais deixam de entender seus filhos, por fata de diálogo, não é mesmo? o dia que o ser humano aprender a dialogar não existirá mais guerras!!! bjs amiga!!!

    ResponderExcluir
  19. Val, minha linda, tudo é um diálogo nessa vida, jamais um monólogo, pena que algumas pessoas ainda insistem em achar que a vida é um eterno monólogo!
    Adorei o post,
    obrigada pelas palavras deixadas sempre no meu cantinho, vc é muito querida!!!

    bjokitas com master carinho :)

    ResponderExcluir
  20. Olá querida Valéria,
    Drumond é incrível mesmo.
    O diálogo é um instrumento de extrema importância em nossas vidas. Saber dialogar , hoje em dia, está sendo uma arte.
    Creio que um dos mais preciosos diálogos é aquele que fazemos no silêncio, questionando o nosso EU.
    Tenha um lindo domingo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. E tem também um dialogo que faltou:
    quando a noite fica longa,
    seja por causa de pesadelos,
    por ter sido mal dormida,
    em claro ou outras razões mais,
    ou quando a gente quer e espera que
    alguma coisa boa aconteça em breve,
    e a gente anseia para que chegue
    o DIA LOGO!!!

    ResponderExcluir
  22. Oie lindona.

    Domingo cheio de dialogo pra vc e tudo o que seu coração desejar.
    Realmente o dialogo é super importante, lindo esse poema do nosso Drummond.

    beijos querida.

    ResponderExcluir
  23. O diálogo com nós mesmos, nos fará melhores no diálogo com os outros, penso eu.
    Belo poema de Drummond!

    bom domingo, Val!

    ResponderExcluir
  24. Ah, e obrigadinha pelo elogio no CaFoFo :)

    ResponderExcluir
  25. Bom dia,Valéria!!!

    Tenha um indo domingo!!!
    Beijos pra ti!

    ResponderExcluir
  26. **Desculpe....

    É: tenha um lindo domingo!!!rsrsr

    ResponderExcluir
  27. Oi!!!!!

    Roberta!
    É lindo mesmo. Obrigada pelo carinho!

    Ana!
    Que boa sua visita! É verdade menina! Bons diálogos fazem falta para todada humanidade.rss

    Meire!
    Carinhosa você!
    Estamos mesmo esquecendo isso! Se faz necessário resgatar esta bela ferrramenta de união.

    Vera Lúcia!
    É verdade, é mesmo uma arte que como toda ela nos faz mais humanos.

    André!
    rssss
    Você e mesmo bem criativo e bem humorado!
    Não deixa de ser um diálogo com o nosso esperançoso eu.rss

    Dja!
    Para você também! Obrigada pela visita!

    Cris!
    É verdade, afinal tem de partir primeiro de nosso autoconhecimento, não?rss

    Vivian!
    Obrigada pela visita carinhosa!

    Beijos e tudo de bom na semana que se inicia!

    ResponderExcluir
  28. Valéria, Drummond era um mestre com as palavras. Ninguém melhor do q ele para expressar sentimentos. Lindo verso! Muita paz!

    ResponderExcluir
  29. Oi Valéria, adorei tua chegada em meu blog e vim conhecer o teu, lindo também!
    Como eu disse pros meus novos seguidores não dou conta de visitar os blogs amigos todos os dias, então vou intercalando, o que as vezes leva uns 3 dias rsss mas sempre chego e é um prazer pra mim compartihar.
    Lindo poema e me faz muito bem estar em contato com eles, me traz novas inspirações.
    Desejo á ti um ótimo domingo, beijos com carinho!

    ResponderExcluir
  30. Valéria, querida. Vou aproveitar esse post bonito do grande Drummond pra agradecer por todo o carinho e as boas palavras de sempre. O tempo anda curto demais durante essa adaptação, mas vou tentar passar aqui vez ou outra pra acompanhar os bons posts. Thanks por tudo. bjos

    ResponderExcluir
  31. Val..lindo poema..
    As vezes o silencio se faz necessario. As veses, ele, o silencio, diz mais do que mil palavras. Bj

    ResponderExcluir
  32. Oi Val!
    Passei aq só para te desejar uma excelente semana:)
    Bjos
    Rô!

    ResponderExcluir
  33. Oi!!!

    Denise!
    É verdade e eu o admiro muiito!

    Isa!
    Seja você muito bem vinda ao meu blog! É um prazer tê-la aqui! Obrigada pela visita! Chegou em boa hora, com poemas que é seu forte!rss

    Ernani!
    Que boa surpresa! Não se preocupe, imagino o sufoco de vocês! Será um prazer receber suas visitas!

    Ma!
    O silêncio em muitas ocasiões é essencial para um encontro com si mesmo!

    Roberta!
    Obrigada pelo carinho! Pra você também!

    Beijos e uma semana de paz!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostei de sua visita, volte sempre!

Postagens mais visitadas

COMO EU ME VEJO, COMO VOCÊ ME VÊ, COMO EU PENSO QUE VOCÊ ME VÊ... E COMO EU REALMENTE SOU!

Abrindo um parêntese no blog onde a proposta é só escrever sobre coisas boas e belas, do que realmente eu gosto, hoje venho fazer considerações não tão simpáticas, é, não só de coisas boas é formada a vida... Então...           Assim diz Clarice Lispector, sou como você me vê... Será? Tem alguns dias que ficamos perplexos em descobrir uma faceta até então desconhecida para todos de uma pessoa conhecida. De inicio ficamos perplexos, passado o susto inicial passamos a tentar decodificar sinais indicadores de tão triste passagem. Muitas vezes falamos com tanta propriedade sobre nós mesmos que demonstramos para os outros e para nós memos que conhecemos tudo o que somos, e de repente, bum! algo acontece, e como num surto aquilo que estava latente surge para quebrar a máscara, o disfarce. E fica a pergunta, mas como nunca percebemos isso?!          Para Carl Rogers, somos o que somos, e não aquilo que devemos ser...Será? É muito importante a percepção que temos de nós mesmos, a percepção…

UM NOVO ANO

Imagem do Google  Folheio o livro Com cheiro de novo E com páginas em branco Onde escreverei com letras douradas E forjarei cada presente de meu futuro. Nele um novo recomeço Um tempo de renovação. De reinventar-se De transformar sonhos em realidade. É um novo ano que se inicia E por um breve momento Todos os corações em sintonia Darão boas vindas a ele. Um novo tempo que nos traz esperança em dias melhores. Por isso acreditemos nas novas possibilidades... E sejamos felizes! Valéria Um ano novo abençoado para todos nós!

MAIS UMA VEZ AVÓ!

Quase um mês! Eu parei no tempo, mas ele continuou a passar fazendo acontecer muitas coisas boas e outras nem tanto. Estou atrasada com minhas leituras dos blogs amigos, a quem peço desculpas, mas aos poucos retomarei a vidinha na blogosfera.             Para me fazer sair um pouco do marasmo em que estava vi parte de mim renascer com o nascimento de meu terceiro neto dia 18/10. Vinícius nasceu para junto com sua irmãzinha completar a família do meu primogênito. É sempre uma dádiva ver acontecer o milagre da vida e é impossível não se emocionar quando se olha para aquele ser tão pequenino, tão frágil e tão lindo. Toda a felicidade do mundo para Vinícius!