Páginas

segunda-feira, 21 de março de 2011

CHILE - ISLA NEGRA E A VIÑA MATETIC

         Mais um dia de passeio começava...
         O nosso passeio seria para Isla Negra e uma vinícola do Vale de Casablanca. Este vale que fica a mais ou menos 45 minutos de Santiago em direção à Costa Central tem como característica principal o cultivo de uvas brancas, mas que vem se diversificando com a presença de cepas de outros tipos de uvas. A vinha escolhida pela agência era a Matetic. Não sou conhecedora de vinhos, mas confesso que nunca havia antes escutado falar dessa vinícola. Ela se destaca por ter uma produção de vinhos orgânicos e biodinâmicos, orgânico por utilizar adubos e sais naturais e fazer o controle natural das pragas. Já o biodinamismo refere-se ao princípio da vida, do equilíbrio da natureza utilizando a energia solar e da terra, da preservação da terra utilizando produtos com baixos recursos energéticos e de produtos nocivos ao meio ambiente com a plantação de outras espécies que desviem ou alertem do intruso e como vimos lá, simulação de tiros aleatórios para assustar pássaros que destroem as cepas e como também sem a utilização de conservantes e assim produzir vinhos mais naturais, de terroir, sem a interferência da mão do homem. Não sei se me fiz entender, me repeti, me enrolei, mas não é tão fácil para mim, são conceitos de técnicas que se complementam e ambas buscam interferir o mínimo possível no meio ambiente para no final ter um produto o mais natural! No caso da Matetic o uso dos dois princípios é fruto da inspiração em um modelo americano, acho que por isso é um tanto árido, diferente de outras vinícolas que são mais aconlhedoras que nos transportam para a Itália, e que é totalmente orientada pela cartilha da sustentabilidade seja baseando o cultivo quanto à vinificação aos princípios orgânicos como biodinâmicos fazendo uso também de uma arquitetura totalmente ecológica. A vinícola é subterrânea e nas etapas de fabricação do vinho cada local foi construído de maneira adequada fazendo uso dos recursos naturais para um melhor resultado. Houve para variar uma degustação de vinhos... Segundo meu marido o vinho é muito bom!

A vinícola Matetic

Ao fundo os parreirais

Mais parreiras

O armazenamento e as paredes de pedras acomodadas por
uma tela de arame

A baixa temperatura

         Continuando nosso passeio chegamos a El Tabo, um povoado de Isla Negra onde fomos almoçar. Já não concordamos muito com a escolha da localidade e do restaurante. Fazer o quê?! Eles têm lá os esquemas entre eles. Não lembro o nome do restaurante que não merecia esse destaque, para não errar escolhi sanduiche e mesmo assim errei , terrível! El Tabo é uma praia. Fomos até a beira mar, era domingo e a praia estava cheia de visitantes. Pitoresco era que ao contrário de nós eles não usavam roupa de banho, era traje comum, blusas, camisas, shorts, calças e até tênis! Deitam na areia, tomam banho, praticam esportes assim vestidos. Bom, depois daí partimos para Isla Negra. Alí é exclusivamente conhecer a casa museu de Neruda, lugar que permanece como seu último descanso.

El Tabo - a praia


A casa museu de Neruda

Isla Negra - a praia

O último descanso de Matilda e Neruda

Uma bela casa - um museu

A bela vista de Isla Negra
        O passeio só se justifica pela visita ao Museu! Uma pena... Não posso dizer que conheci a bela Isla Negra!

10 comentários:

  1. nossa, que delícia de viagem. estou adorando cada foto. boa semana, com letrinhas ou sem elas.

    ResponderExcluir
  2. Olá Valéria!!!
    A viagem para o Chile vale à pena mesmo... muito interessante e importante a história desta vinícola que utiliza produtos com baixos recursos energéticos e o minímo possível de produtos nocivos ao meio ambiente, quem dera que todos seguissem este exemplo... aqui no Sul tem várias vinícolas espero que eles também sigam este padrão de preservação. Adorei suas fotos e informações!!!
    Beijos
    Bia

    ResponderExcluir
  3. Oi Valéria,
    Eu não cheguei até esta casa de Neruda. Cada vez mais me convenço que tenho que voltar ao Chile.
    Bjkas e uma semana maravilhosa para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  4. Oi!!!

    Welze!
    Aqui é sem letrinha.rsrs
    As fotos são mais ou menos em qualidade, mas importantes para guardar na lembrança momentos tão gostosos.

    Bia!
    A viagem vale muiiito à pena!
    Esta vinícola é referência, um modelo! Muito legal a proposta deles, uma cultura limpa.

    Betty!
    Volte com mais tempo então. Esta casa é a mais bonita e completa, pena não poder fotografar nenhuma delas!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Valèria,

    Que delícia o seu passeio. Eu não conheço a América Latina, infelizmente. Peguei o gosto de viajar depois que saí do Brasil. Agora, sem dúvida incluirei esse local como ums daqueles para ir uma vez na vida.

    bacio

    ResponderExcluir
  6. Oi Erica!
    Nooossa viajar é tudo de bom! Inclua o Chile nos seus projetos você não vai se arrepender, se bem que morando na Europa você tem a oportunidade de conhecer cidades deslumbrantes! Bjo!

    ResponderExcluir
  7. Olá muito bom conhecer um pouco do Chile. Geralmente agente no Brasil pensa em argentina, EUA, e até mesmo europa. Muito legal.

    ResponderExcluir
  8. Oi July!
    Pois é, fomos e não nos arrependemos, ao contrário somos agora grandes incentivadores de outros destinos pela América do Sul!

    ResponderExcluir
  9. Boa nooite, Valéria
    Suas fotos estão muito boas, seu texto, tudo detalhadinho.
    Bjo

    ResponderExcluir
  10. Oi Maria Célia!
    Obrigada!É, sou um pouco detalhista, às vezes isso é bom outras vezes não... Acho que em relação a viagem é, nâo?

    ResponderExcluir

Gostei de sua visita, volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...