Pular para o conteúdo principal

SILENCIAR


Imagem do Google


Silenciar



A paz do silêncio...

Quase uma necessidade física.
Que chega até as profundezas de minh’ alma.
Um silêncio absurdo.
Que paralisa.
Que me torna espectadora.
Que me traz calmaria.
Que me faz escutar a voz de Deus,
  Que parece uma brisa suave que passa.

Que me deixa serena e tranquila,
 Que me traz alegria.
Que me faz sentir a esperança em um sonho.
Que me faz perceber que a vida é amor.
                                                                   
                                                                           Valéria

Comentários

  1. Si, la vida es el amor.
    Saludos desde Perú.
    David

    ResponderExcluir
  2. Silêncio...vamos observar a vida,Deus.
    beijo

    ResponderExcluir
  3. Muitas vezes é no silêncio que ouvimos mais.
    Sempre, muito grata com sua presença no Misturação.
    Xerossssssssssss

    ResponderExcluir
  4. O SILÊNCIO é como o tempo. Ambos são companheiros necessários.
    Lindo poema. Abraços

    ResponderExcluir
  5. Há momentos que o melhor é silenciar.
    Bonito poema

    ResponderExcluir
  6. Que lindo Valéria, você conseguiu expressar exatamente a paz que o silêncio traz!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. O silêncio é preciso e nos faz sentir assim...LINDO!beijos,chica

    ResponderExcluir
  8. Oi Valéria, um lindo poema que expressa bem a força e a paz que o silêncio nos traz.
    Eu preciso aprender a curtir mais o silêncio.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Valéria,
    Existem momentos em que este silêncio é precioso.
    Beijos 1000 e um meio de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  10. Valeria,é nesse silencio que nos encontramos!Muito linda sua poesia!Bjs,

    ResponderExcluir
  11. Penso que esta é a meta: silenciar (vozes, sentimentos, pensamentos) para escutar a vida, o amor, a Deus. Esse momento deve ser explêndido, se alcançado.
    Eu, particularmente, tenho temor desse momento. Talvez porque nele tenha que encarar-me de fato! Nâo sei.
    Bjsssssssssssssss, quérida!

    ResponderExcluir
  12. Preciso muito de momentos de silêncio, Valéria.
    Faz-me bem, acalma os sentidos.
    Preciso aprender a me calar nos momentos certos. Às vezes as melhores repostas vêm através do silêncio.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Oi Val!!!

    Muito bonito mesmo!!! Sente-se uma paz ao ler este seu poema, faz tão bem ler mensagens positivas. O silêncio nos proporciona momentos de tranquilidade que está cada vez mais difícil encontrar nas grandes cidades.
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  14. Bom dia, Valéria!!

    Que essa semana seja de Paz!
    Que Deus esteja presente sempre em sua vida!

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Valéria, lindo se texto! Me identifiquei muito com ele, é no silêncio que ouvimos melhor a voz de Deus e a do nosso coração. Entendemos melhor nossos problemas e aprendemos a resolvê-los de uma forma mais sábia. Enxergamos melhor a vida, as pessoas, as circunstâncias ao nosso redor. Crescemos em maturidade, paciência e harmonia, aprendemos mais sobre alegria, a saber que a vida é linda, e que vale a pena ser vivida, apesar das dores, fracassos e obstáculos. Bjo grande, tudo de bom pra vc!

    ResponderExcluir
  16. Oi Valéria,

    Maravilhoso seu texto.

    É no meu silêncio que consigo entender tantas coisas. O silêncio trás uma paz muito grande na vida da gente, e com ele que gosto de refletir sobre minha vida.

    Beijos grande amiga.

    ResponderExcluir
  17. Eu troco qualquer coisa na vida pela paz!
    Quando você tem paz, o resto vem por acréscimo!
    Linda a sua colocação sobre o tema!

    Beijão

    ResponderExcluir
  18. Valeria,vim vivenciar mais um pouco desse belo silencio em sua poesia!bjs,

    ResponderExcluir
  19. Bom dia,Valéria!!

    Belíssimo minha querida!!!!E como precisamos deste silenciar!!Alimenta a alma!
    As pessoas andam tão barulhentas, falando alto, ouvindo música(bem alto), que tem dias que sinto uma necessidade(quase desesperada...rsrs) desta tranquilidade!!Faz falta!
    Amei a imagem também!!!
    beijos!!!!bom final de semana!!
    Cheio de amor e luz!

    ResponderExcluir
  20. Valéria

    É sempre no silêncio que escutamos a voz do coração.
    Lindo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Linda esta tua poesia,me encantei e também me encontrei nela,adorei!Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Gostei de sua visita, volte sempre!

Postagens mais visitadas

COMO EU ME VEJO, COMO VOCÊ ME VÊ, COMO EU PENSO QUE VOCÊ ME VÊ... E COMO EU REALMENTE SOU!

Abrindo um parêntese no blog onde a proposta é só escrever sobre coisas boas e belas, do que realmente eu gosto, hoje venho fazer considerações não tão simpáticas, é, não só de coisas boas é formada a vida... Então...           Assim diz Clarice Lispector, sou como você me vê... Será? Tem alguns dias que ficamos perplexos em descobrir uma faceta até então desconhecida para todos de uma pessoa conhecida. De inicio ficamos perplexos, passado o susto inicial passamos a tentar decodificar sinais indicadores de tão triste passagem. Muitas vezes falamos com tanta propriedade sobre nós mesmos que demonstramos para os outros e para nós memos que conhecemos tudo o que somos, e de repente, bum! algo acontece, e como num surto aquilo que estava latente surge para quebrar a máscara, o disfarce. E fica a pergunta, mas como nunca percebemos isso?!          Para Carl Rogers, somos o que somos, e não aquilo que devemos ser...Será? É muito importante a percepção que temos de nós mesmos, a percepção…

UM NOVO ANO

Imagem do Google  Folheio o livro Com cheiro de novo E com páginas em branco Onde escreverei com letras douradas E forjarei cada presente de meu futuro. Nele um novo recomeço Um tempo de renovação. De reinventar-se De transformar sonhos em realidade. É um novo ano que se inicia E por um breve momento Todos os corações em sintonia Darão boas vindas a ele. Um novo tempo que nos traz esperança em dias melhores. Por isso acreditemos nas novas possibilidades... E sejamos felizes! Valéria Um ano novo abençoado para todos nós!

MAIS UMA VEZ AVÓ!

Quase um mês! Eu parei no tempo, mas ele continuou a passar fazendo acontecer muitas coisas boas e outras nem tanto. Estou atrasada com minhas leituras dos blogs amigos, a quem peço desculpas, mas aos poucos retomarei a vidinha na blogosfera.             Para me fazer sair um pouco do marasmo em que estava vi parte de mim renascer com o nascimento de meu terceiro neto dia 18/10. Vinícius nasceu para junto com sua irmãzinha completar a família do meu primogênito. É sempre uma dádiva ver acontecer o milagre da vida e é impossível não se emocionar quando se olha para aquele ser tão pequenino, tão frágil e tão lindo. Toda a felicidade do mundo para Vinícius!